quinta-feira, fevereiro 22, 2007

Quando me abandono

Do amor que eu vislumbro
nos teus olhos, meu espelho
nos delírios do teu sonho
Em momentos de abandono...

Me abandono nos teus sonhos?
Ou declaro os teus desejos?
Serei eu o seu espelho?
Ou você a minha sombra?

Nos teus passos, minha vida
e repasso cada instante.
Um discurso, uma constante
Entristece e me abandona.

Vejo você na minha frente,
quando acordo dos meus sonhos.
Você em cada repente,
quando me abandono...

No abandono em que te sinto.
Nos meus sonhos, que deliras.
Vejo tua fronte serena,
mergulhada em minha vida...

Abandone-se ao som de Encostar na tua - Ana Carolina

0 escritos: