domingo, fevereiro 17, 2008

A que surge




E eis que sou

a que surge...

Não existe mentira, apenas o vento.

Que sopra além das montanhas

inconstantes.



E eis que sou Sol

além das montanhas

que nasce

e renasce

em instantes.



E eis que a Lua

sou eu

sou toda

e pequena parte

brilhante.



O vento que sopra,

a Lua que brilha,

o Sol além.

Eu, nas montanhas sem mentiras

inconstantes.

0 escritos: