domingo, março 30, 2008

A Criadora de Tudo

Sou aquela que se ergue do fundo dos mares
porque os criou.
Sou aquela que surge das profundezas dos vulcões.
Lava e água.
Mar e erupção.
A terra que se abre
é o meu corpo.
Tua face é meu rosto.
Tua ferida minha infecção.
Sou seu chão.
Dos céus, raio e trovão.
O centro do planeta
em ebulição
é o meu coração.
Bate coração, que a vida é criada
do útero, da fúria vivificada.
O meu sonho é o sonho de todos
no redemoinho que é a minha canção:
A canção da criação.

0 escritos: