sexta-feira, janeiro 30, 2009

Sentido

Por Persephone / Ana Marques
Um passo de cada vez.
Um sonho, um ponto
de interrogação.


Que sentido
nos trouxe de volta
nessa direção?

Qual passado, que futuro
calçou esse caminho?
Pontilhou essa história?

Ouço sua voz
que me chama
eu vou.


Sem sentidos.
Sem perguntas
eu vou.

0 escritos: