sexta-feira, janeiro 07, 2011

Entrega


Não entreguei
meus segredos
[quiça meus devaneios]
ou o sonho
que tive com você.

Não fiz
os carinhos devidos
nem os anseios
permitidos.
Até mesmo neguei
a saudade que tive de você.

Não mandei
os beijos merecidos
não me espalhei em você
como eu queria...

Ainda.

9 escritos:

disse...

Que não seja tarde quando o 'ainda' chegar.

Beijo!

Fernando Ramos disse...

O ainda instiga. Mas também arrefece. Reflitam.

Beijocas, bela!

Ana Marques disse...

Fê,
Se for tarde, não era pra ser. Se for cedo, ops!

E o tempo, passado ou futuro, é sempre relativo, né?

:)

Renata Fagundes disse...

e o inesperado espreita...

adorei seu espaço Ana

beijos cintilantes

Diannus do Nemi disse...

Há segredos que devem ser guardados. Alguns deles, revelados, mas tudo tem seu tempo.

Belas palavras! Bênçãos de Apolo!

H A R R Y G O A Z disse...

Suuuuuuuuuuper blog!!!

By Érika Andrade disse...

Ainda...

ADOREI!!!

Mensageiro Obscuro disse...

A vida é curta e se não fazemos algo no momento devido podemos nos arrepender pro resto da vida.

Denis disse...

Olá.

Muito bom!!!
O "ainda" dá aquele toque especial.
Gostei muito, meus parabéns pelo texto e uma boa tarde.

Morpheus